Será Depressão?

Será Depressão?

Partilhe este artigo, escolha a sua rede social!


Antes de mais, façamos um ponto prévio: Tristeza não é necessariamente sinónimo de depressão. Por vezes, usamos até a palavra depressão para classificar uma má semana – “Uma semana deprimente”. Porém, há que ter em mente que a depressão é uma doença e de tratamento extremamente complicado.

Trata-se de uma doença que tem atingido proporções epidémicas nos últimos anos. A depressão é já apelidada de doença da modernidade. O que antes era associado a ambientes de pobreza e miséria, passou a ser imagem de marca de uma sociedade mais urbana, desenvolvida e global. Não é assim por acaso que, no top 5 mundial de países com mais população a sofrer de depressão clínica, encontramos países como Estados Unidos, Holanda e França e no extremo oposto, o país menos deprimido é a Nigéria.

Para que não restem dúvidas da dimensão deste fenómeno, a Organização Mundial de Saúde (OMS) indica que cerca de 5% da população mundial está, neste preciso momento a sofrer de depressão. A OMS vai mais longe no que diz respeito ao perfil do deprimido: são na sua maioria mulheres, a viver sobretudo em pólos urbanos ou na periferia e estão mais sujeitas à depressão, jovens até aos 30 anos de idade. Aliás, neste segmento etário a situação é tão grave que a OMS alerta para o facto de, por minuto, 2 jovens a sofrer de depressão põem termo à vida.

Assume-se assim que, estar atento a todos os sinais de alerta é vital para atuarmos a tempo de ajudar quem está à beira da depressão. E aqui voltamos ao ponto prévio: estar triste não é sinónimo de estar deprimido, até porque a depressão advém de uma multiplicidade de sintomas. Determinar se a constante atitude negativa e tristeza são ou não resultado de uma depressão, pode ser o primeiro passo para o tratamento e recuperação.

A RODS S.M. Institute disponibiliza uma série de sinais de alerta aos quais deve estar atento:

  • Ansiedade (nervosismo constante, dificuldade em relaxar, respiração acelerada);
  • Desinteresse (deixar de fazer aquilo que antes era usual: desporto, hobby, estar com o grupo de amigos ou família);
  • Alterações de apetite e peso (depende de caso para caso mas alterações drásticas de peso, subidas extremas ou descidas acentuadas, não intencionais, podem ser um sinal de alerta.)
  • Descontrolo emocional (variações de humor levam a que por vezes num minuto haja lágrimas, noutro uma explosão de raiva)
  • Fadiga extrema (cansaço constante acaba por provocar sedentarismo, excesso de sono e falta de energia)

Certos que a depressão é de facto uma doença global e com repercussões eventualmente graves na ausência de tratamento adequado, a RODS S.M Institute coloca à sua disposição uma técnica que, em poucos minutos, ajuda-o (a) a recuperar o equilíbrio energético e ultrapassar a depressão. Com a Thought Field Theraphy (TFT) os resultados são rápidos e eficientes porque são tratadas as duas vertentes chave: a perturbação no campo do pensamento e simultaneamente restabelece o fluxo energético vital.

Na nossa agenda encontrará as próximas formações de TFT. Está nas suas mãos uma vida melhor.


Partilhe este artigo, escolha a sua rede social!


Blog

Pesquisa

Eventos

Workshop gratuito, com inscrição obrigatória: Descubra o que é a TFT
Workshop gratuito, com inscrição obrigatória: Descubra o que é a TFT

23/09/2020

Aprenda a utilizar a lei da atração em seu beneficio.
Aprenda a utilizar a lei da atração em seu beneficio.

03/04/2021

Webdesign Megasites